As crianças também precisam de férias

O mês de julho não é só marcado pelo início do inverno, e sim pelas férias escolares.

Para alguns pais, as férias significam um período para viajar com os pequenos e fazer muitos programas divertidos, para outros, uma preocupação, pois nem sempre é possível conciliar suas férias com as dos filhos e isso acaba virando um um problema: onde e com quem as crianças vão ficar??? O que vou fazer com elas este mês???

Será que vale a pena se preocupar tanto com isso? Será que precisamos fazer tantos planos com elas para o mês de férias, que envolvam muito tempo e dinheiro? É sobre isso que vamos falar neste novo artigo.

A importância das férias para as crianças

Além de poder dormir até mais tarde e brincar sem se preocupar com o horário, as férias são benéficas para o desenvolvimento social, emocional e cognitivo da criança, como mostrou estudo feito pela Academia Americana de Pediatria (AAP) na revista Pediatrics.

Após acompanhar de perto a rotina escolar por cinco anos, pesquisadores deste estudo chegaram à conclusão de que deveria haver um intervalo maior entre uma aula e outra e descobriram que as férias são essenciais para preparar a criança para novos conteúdos, além de deixá-la mais disposta para aprender quando voltar às aulas. As férias ainda ajudam na sedimentação do conteúdo pelo cérebro da criança.

Não podemos esquecer que as férias escolares também são muito importantes para os professores descansarem e renovarem suas energias. Para eles ter esse período de descanso é essencial, para que voltem cheios de paciência e muita vontade de ensinar, dar e receber carinho. E nossas crianças só têm a ganhar com isso.

Tempo sobrecarregado

Nos dias de hoje, nossas crianças acabam tendo uma vida bastante atribulada, cheia de compromissos, é a escola, a aula de dança, de inglês, de futebol, o curso de informática, para algumas crianças, terapias… enfim, diversas atividades que ocupam o dia e a semana toda dos pequenos.

Sem muito tempo livre para brincar e muitas vezes sofrendo pressões para as quais ainda não estão preparadas, a criança pode ficar estressada e acabar até ficando doente.

Por isso é tão importante o período de férias.

Poder ter um tempo livre para brincar, se divertir, ou mesmo para ficar ociosa, fazer o que gosta sem tanto compromisso, além de ter um tempo para ficar mais perto da família e ter o carinho e a companhia dos pais.

As melhores férias para as crianças são aquelas acompanhadas dos pais, mas nem sempre isso é possível, aí precisamos buscar alternativas para que as crianças possam se divertir, brincar e descansar a mente para voltar para o próximo semestre cheias de energia e renovadas.

Para te ajudar nessas férias, trouxemos 6 dicas para reflexão. Confira!

1 – Os dias ociosos também estimulam o aprendizado

Não precisa ficar na pilha e arrumar algo para fazer todos os dias durante as férias. Ficar em casa sem fazer nada também faz muito bem para a sua criança, pois os processos cognitivos dela continuam trabalhando.

De acordo com a a psicóloga Rosely Sayão:

“Muitos – em geral, a mãe – se desesperam porque pensam que precisam criar a cada dia uma programação diferente com os filhos. O melhor é deixar que a própria criança encontre o que fazer em casa. É preciso saber que isso não é fácil, porque elas vivem conduzidas o tempo todo e, portanto, nem sabem do que gostam, tampouco costumam usar a criatividade e a imaginação para inventar o que fazer. Ficam entediadas e atrás da mãe o dia todo, perguntando o que devem fazer. É bom deixá-las ficar nesse tédio por um período. Depois, ele passa a ser ócio, e é bom para a criança ficar ociosa por um período, porque a coloca num estado de criar experiências que permitirão que ela aproveite muito!” .

2 – Diversifique as atividades

Cuidado para não liberar o videogame e a televisão e os tablets o dia todo (leia mais sobre o uso de tablets clicando aqui). Regras e limites são essenciais nas férias também, para que assim elas não deem trabalho quando precisarem voltar à rotina mais regrada.

Programas como ler um livro juntos, fazer um bolo ou outra coisa na cozinha, sair para andar de bicicleta por uns minutos, brincar de massinha, fazer alguma experiência, são coisas simples que você não investe muito tempo e pode alegrar o dia todo.

Sua criança mesmo pode trazer soluções incríveis para o dia!

A Catarina, minha filha de 4 anos, veio toda animada me contando sobre uma receita nova que aprendeu no “Ylutube kids”: “a amoeba gigante!”. Jurei que não permitiria mais que essa tal de amoeba entrasse aqui em casa, depois de grudar no cabelo, no sofá, no carpete… mas, gente, tem como resistir a um pedido desse de um ser que acabou de fazer 4 anos e já decorou uma receita?

Não é muita fofura? 😍

E fizemos a tal da amoeba e foi uma experiência adorável com elas!

3 – Estimule o contato com a natureza

Passeios em parques podem ser muito ricos no período de férias do seu filho. Geralmente, as crianças não tem tempo para caminhar de pés descalços na grama ou na terra, e essa é uma experiência muito incrível para elas.

De acordo com um estudo feito pela professora Isabel Gentil García da Universidade Complutense de Madrid: “o movimento do bebê através dos pés descalços pode melhorar seu desenvolvimento intelectual”.

Procure colocar esse tipo de programa na agenda das férias. Se não for com você, ela pode ir com uma tia, com a avó, com a madrinha e até mesmo com a babá.

4 – Atividades monitoradas podem ser uma boa saída

Para os pais que não conseguem conciliar as férias com o seu pequeno, contratar algum tipo de atividade monitorada durante as férias pode ser uma opção bem interessante.

Existem várias escolas que abrem nessa época do ano, que aceitam os próprios alunos ou não alunos, e que se preocupam para que a criança brinque e interaja muito no período férias.

Geralmente essas atividades envolvem curso de culinária e voltam todas as suas atividades para o lúdico, justamente para que a criança possa descansar um pouco do clima escolar.

Se você mora em algum condomínio, marque uma reunião com os vizinhos que têm crianças, procurem empresas que possam levar atividades de férias ao condomínio, dependendo do número de adesões, pode sair bem em conta. Também é legal para entrosar as crianças do condomínio que mal se encontram na correria do dia a dia.

5 – Deixe sua criança aproveitar mais os avós

Esse item é bem importante, principalmente para aquelas crianças que não moram na mesma cidade dos avós. E para aqueles que moram, passar o dia todo com os avós e depois irem dormir em casa, com certeza será um ótimo programa de férias.

Aproveite este período para que crianças e avós tenham mais proximidades e possam passar dias alegres juntos. Não há nada melhor que carinho de avós.

6 – Fique o máximo que puder com sua criança

Se você conseguiu tirar suas férias junto com as das crianças, façam muitos programas juntos. Divirtam-se, brinquem, conversem, se abracem, se beijem, façam tudo aquilo que a correria do dia a dia nos impede.

Se você não teve a sorte de poder desfrutar as suas férias com as das suas crianças, aproveite os fins de semana para estar coladinho com elas. Para elas não há distinção entre o dia de semana e o fim de semana, todo dia é férias.   

Então, borá aproveitar as férias escolares!! Boas férias!!


E você, já se programou para as férias com sua família? O que vocês costumam fazer?

2 COMENTÁRIOS

  1. Amei.
    Esse ano, como estou de licença maternidade, vamos s viajar para a praia. Voucurtir muito nhas duas princesas. Uma de 5 anos e a outra de 6 meses .

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, coloque seu nome aqui