Descubra como o banho pode ajudar o seu bebê a dormir melhor

0
2481

O banho é uma excelente oportunidade para você estimular os múltiplos sentidos de seu bebê, o que contribui para um desenvolvimento feliz e saudável e fortalece o vínculo afetivo entre mãe/pai/cuidador e a própria criança.

Pesquisas provaram que pais que incluem o banho no ritual do sono do bebê podem ajudá-lo a relaxar para dormir até 35 minutos mais rápido e o tempo de duração do sono pode ficar até 10% superior aos bebês dos pais que não inserem o banho no ritual.

Mas muitos pais ainda acreditam que o banho pode despertar o bebê ou deixá-lo nervoso…

Diante disso, fomos atrás de mais pesquisas para entender o porquê dessa constatação.

Uma recente pesquisa realizada pelo UT Southwestern Medical Center descobriu que as flutuações na temperatura corporal interna regulam o ritmo circadiano do corpo, que é o ciclo de 24 horas que controla o metabolismo, o sono e outras funções corporais.

De acordo com os pesquisadores, pequenas mudanças na temperatura corporal podem enviar recados para o nosso corpo, como que chegou a hora certa de relaxar para dormir ou que chegou a hora de despertar, assim descobriu-se que a temperatura é um fator primordial para ajudar seu bebê a conseguir relaxar para na hora de dormir.

Mas qual é essa temperatura?

Neste artigo, vamos discutir sobre a temperatura e outros detalhes importantes, para que a hora do banho seja um momento prazeroso e não um pesadelo.

Qual é a temperatura ideal?

A temperatura da água deve ser ajustada de acordo com a estação do ano, mas o ideal é que seja morninha, levemente quente, algo entre 36 a 37°C. Claro que cada bebê tem sua preferência, por isso é tão importante experimentar e ver as reações dele.

Para medir a temperatura, o ideal é usar medidores específicos para usar dentro da água. Existem modelos super fofos que encantam as crianças e os adultos. Mas há também a técnica milenar de colocar a parte de dentro do antebraço dentro da água que também deve ser considerada. Tem que ser o antebraço porque é onde a pele é mais fininha e você vai conseguir sentir melhor a temperatura da água.

Não podemos esquecer que as crianças podem se queimar com temperaturas que para nós adultos parecem ok, porque eles têm a pele mais fina e também por causa da massa corporal que é bem menor nas crianças.

O banho morninho pode ser usado até em casos em que o bebê está com cólicas, fora do horário habitual, pois proporciona um relaxamento de todo o corpo, aliviando o incômodo. Além disso, a água morninha aumenta a circulação e diminui a fadiga.

E o banho de água mais fria, quando devo usar?

O banho mais friozinho, segundo as pesquisas, produz uma sensação de vigor e ânimo. Então, atente-se à temperatura se não estiver tendo o efeito de relaxamento desejado na criança. Não há necessidade de fazer um banho de imersão num bebê na água mais fria, isso funciona muito bem para nós adultos, quando precisamos despertar ou nos revigorar. A não ser que a criança esteja numa piscininha, ao ar livre, mas de preferência num dia bem quente.

Dar banho frio para baixar a febre das crianças é um mito. O certo neste caso é um banho morno de 15 minutos que irá ajudar o bebê a relaxar e acaba por diminuir a temperatura corporal. Se colocar a criança febril em uma água fria, pode dar um choque térmico, além de criar calafrios e deixá-lo desconfortável.

E quando há choro no banho?

A única forma de o bebê se comunicar com você, por muito tempo, é pelo choro. Quando ele é estimulado de outra forma que ele desconhece, ele reage chorando. A partir do momento em que o banho entra na rotina, com o tempo e muita paciência, ele deixará de ser uma sensação desconhecida, o bebê vai parar de chorar e o banho passará a ser o momento de prazer que esperamos.

Como preparo o ritual do banho?

O ideal é que o banho seja realizado no mesmo ambiente que o bebê vai se trocar, para assim evitar mudanças bruscas de temperatura, tomando os seguintes cuidados:

  • Feche portas e janelas para não entrar nenhuma corrente de ar, mesmos se estiver calor.
  • Deixe todos os produtos do banho ao seu alcance: shampoo, sabonete, toalha, algum brinquedinho…
  • Deixe o trocador com todos os itens para troca separados: roupinha e fralda.
  • Ao encher a banheira, primeiro coloque a água fria e depois a quente, misture até atingir a temperatura ideal. Nunca coloque mais água fria ou quente enquanto o bebê estiver dentro da água.
  • O recomendado é que haja água suficiente para o bebê flutuar, se colocar pouca água, vai esfriar muito rápido.
  • Após o banho, enrole-o rapidamente em uma toalha macia.
  • Se for inverno, ou em regiões muito frias, um aquecedor de ambiente minimiza o choque térmico.

Atenção: Evite dar o banho após a mamada para que o bebê não corra o risco de regurgitar. Aguarde umas 2 horas depois da amamentação ou de qualquer alimentação.


Em qual horário devo incluir o ritual do banho?

Dentro do ritual do sono, que ensinamos passo a passo no Programa Fada do Sono (clique aqui para conhecer o Programa), o banho costuma ser o primeiro passo, porque ele diverte e relaxa ao mesmo tempo, além de servir como um primeiro aviso para a criança se preparar para o fim do dia e o começo da noite, porque os bebês nascem sem saber essa diferença.

Mas claro que o horário do banho do bebê é uma decisão da mãe, até porque o nosso país é muito grande, tendo regiões mais quentes e outras mais frias.

Há bebês em certas regiões que talvez tenham dificuldade em associar o banho com a hora de dormir porque tomam vários banhos durante o dia, antes dos cochilos, em razão do calor. Em outras regiões, as mães preferem dar o banho pela manhã ou no começo da tarde porque à noite faz muito frio.

Se for o seu caso, experimente, pelo menos no ritual do sono, inserir um banho a “seco” e fazer a troca de roupa por um pijaminha. Você pode usar algodão ou uma fraldinha de pano embebido apenas na água morna ou usar um pouquinho de sabão neutro ou óleo especial para bebês (menos no rosto). Inserir uma massagem relaxante nesse momento também o torna especial e relaxante. 😉

O banho deve ser um momento muito gostoso, tanto para a criança quanto para a mãe, pois é quando se tem a oportunidade de troca de carinhos, de olhares, de conversas e de brincadeira.

Por isso, tente passar alegria e segurança para o seu bebê. Se você perceber que ele está um pouco tenso, dê um banho mais rapidinho. Analise como ele reage em relação ao horário, ao tempo de duração do banho e à temperatura, se ele se adapta melhor na banheiro ou em bacias tipo ôfuro, até encontrar a melhor maneira para conseguir que esse momento seja bem gostoso.

Valentina aos 12 meses com sua bacia (plástico flexível) que levávamos para todo lugar, até na praia, ainda carregava brinquedos e cacarecos de viagem. Recomendo!

Curiosidade

Ritual do banho pelo mundo

  • É sabido que os brasileiros adoram banho, é o povo que mais toma banho no mundo, segundo pesquisa realizada em 2010, entre 10 países. Os bebês daqui já costumam tomar seu primeiro banho no primeiro dia de vida.
  • Americanos costumam tomar banho diário também, mas a mesma regra não vale para as crianças, acreditam que resseca a pele. Alguns pediatras de lá aconselham dar o primeiro banho só depois do coto umbilical cair…
  • Pasmem!! É muito comum, também nos EUA, os pais darem banhos no bebê na pia da cozinha, ou nela direto ou com uma banheira específica que se encaixa na pia.
  • Europeus costumam não inserir o banho em sua rotina desde o berço…
  • Em algumas regiões da Índia, após um banho, o bebê é movido lentamente para trás e para a frente sobre a fumaça aromática de um incenso sobre o carvão que é queimado em uma panela de barro no chão. Isso é feito para secar todas as partes úmidas no corpo do bebê e mantê-lo cheiroso e perfumado. Acredita-se também que isso ajuda o bebê a dormir melhor.

E como é a hora do o banho na sua casa? Compartilhe conosco como é esse momento.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, coloque seu nome aqui