Visitando um recém-nascido: o que fazer e quando fazer para não ser inconveniente

Quando nasce um bebê novo na família ou uma grande amiga acaba de dar a luz, a vontade é de ir correndo para a maternidade para conhecer o novo bebê.

Mas a empolgação e a ansiedade em conhecer o recém-nascido podem se transformar em um grande tormento para os pais e para o próprio bebê.

A primeira coisa a se pensar antes de programar uma visita a um bebê que recém nasceu é o grau de intimidade que se tem com a família.

Quando há grande proximidade, especialmente com a mãe, não há problema algum em ir até a maternidade. Mas, quando a relação não é tão próxima, o melhor a fazer é esperar algum tempo antes de ir conhecer o recém-nascido.

Colocando-se do outro lado…

Se você acabou de dar à luz, com certeza está exausta e os primeiros dias no hospital ou em casa sozinha com a sua criança é de aprendizado para todos os envolvidos, não é mesmo?

Você vai se sentir bem com tantas visitas? Ou visitas em horários inapropriados? Ou até mesmo ficar na dúvida em quem atender: a visita ou o bebê?

Complicado não é mesmo?

Por isso, precisamos compreender qual a real prioridade da família neste momento.

De qualquer forma, sempre vão surgir dúvidas de quando é a melhor hora e momento, e o que fazer e deixar de fazer ao se visitar um recém-nascido.

Para te ajudar nisso, listei 15 dicas para não incomodar e não se tornar inconveniente numa visita a um recém-nascido.

Vamos lá? 😉

1 – Posso visitar na maternidade?

Algumas mães preferem receber as visitas enquanto estão no hospital, pois lá elas podem contar com as enfermeiras e não precisam se preocupar em fazer sala para as visitas. Mas existem aquelas mães que acham muito cedo para receberem visitas, pois ainda estão em processo de conhecer o bebê, se adaptar à amamentação ou outro cuidado, e esse momento é bem íntimo da família. Então, a melhor coisa a se fazer é perguntar para os pais o que eles preferem. Não tenha vergonha, tenho certeza que eles vão achar melhor assim e será de muito bom senso de sua parte.

2 – Espere o momento certo

Sempre vamos ficar em dúvida de qual é o momento certo para essa visita, mas pode acreditar, ele existe! E quem deve decidir isso são os pais da criança e não você, essa decisão precisa ser respeitada.

Principalmente em casos em que o bebê precisou de algum cuidado especial ou passou alguns dias na UTI Neonatal… Bebês que passaram por UTI foram expostos a muitos estímulos, como luz, barulhos e intervenções, durante dia e noite… Em casa, tudo o que eles precisam é de paz e tranquilidade. Se os pais resolverem que é melhor visitar após dois ou três meses, até quatro, respeite a decisão.

Mais uma vez, a melhor coisa a fazer para não errar neste momento é conversar abertamente com os pais. Diga que adoraria visitar o bebê mas sabe que é um período complicado e que não gostaria de causar transtorno. Não exite em perguntar qual o melhor momento e, se for próximo da família, se ofereça para ajudar, pois, neste momento, é sempre muito bem-vinda uma ajudinha, não é mesmo?

3 – Avise antes da visita

Visitas surpresas não são agradáveis nesta fase, portanto, avise a família antes de você aparecer e combine o melhor horário. Lembre-se que o bebê ainda não tem horários definidos para dormir e nem mamar e você pode chegar bem na hora que ele está se alimentando ou tirando uma sonequinha, que também é um dos poucos momentos que a mãe tem para aproveitar e descansar também. Uma visita inesperada pode causar transtorno ao casal e atrapalhar a rotina que está tentando se formar.

4 – Evite alguns horários

Logo que o bebê nasce a rotina da família pode estar um pouco bagunçada, por isso eles nem devem estar conseguindo preparar as refeições e comer nos horários. O transtorno será maior ainda se você acabar visitando na hora do almoço ou do jantar, pois eles podem se sentir na obrigação de preparar algo para servir.

De preferência, coma alguma coisa antes da visita, ou, se for mais íntimo da família, se ofereça para cozinhar algo para eles ou trazer uma comida pronta para a refeição. Não deixar eles se preocuparem com você é a melhor ajuda que você pode dar neste momento.

A hora da amamentação é um bom sinal para ir embora também, principalmente se a mãe for mãe de primeira viagem, pois pode estar se adaptando, com dificuldades, e precisar de mais privacidade.

5 – Higiene é fundamental

O bebê recém-nascidos possui o sistema imunológico muito frágil, por isso os cuidados com a higienização são fundamentais na hora de vê-lo. Procure lavar bem as mãos antes de tocar na criança e leve um álcool em gel para passar nas mãos durante a visita.

Muitas mães não gostam que outras pessoas peguem ou toquem no bebê nos primeiros meses de vida, mas se ela autorizar evite encostar no rosto, na cabecinha e nas mãos dele. Tenha preferência pelos pés e barriguinha na hora de fazer carinho.

6 – Evite cheiros fortes

O bebê ainda está aprendendo ainda a sobreviver fora da barriga da mãe, seu olfato é sensível. Sem falar que ele pode ter alergia e restrições que ainda não foram detectadas. Por isso evite fumar até 2 horas antes da visita ou usar perfumes e cremes fortes antes e durante as visitas.

7 – Evite levar crianças

Aproveite um horário que você não precise levar sua criança junto para visitar o bebê. Crianças podem fazer barulho que incomodem e deixem o novo bebê desconfortável, podem querer abraçar e beijar e fazer birras por isso, deixando você em uma situação constrangedora. O melhor é aguardar alguns meses para levar sua criança. Sendo uma criança muito próxima, que estava ansiosa para conhecer o bebê, converse com ela antes, dando as recomendações necessárias.

8 – Não vá doente

Nem preciso falar nada não é mesmo? Como já falamos anteriormente, o bebê está aprendendo a sobreviver fora da barriga, seu sistema imunológico ainda não está completamente desenvolvido e ele ainda nem deve ter tomados todas as vacinas, ficando mais suscetível a vírus e bactérias. Assim, um simples resfriado que pra você nem está incomodando, pode virar algo bem mais sério ao bebê. 

9 – Leve um presentinho

Claro que não é obrigatório, mas levar um presentinho na primeira visita pode ser bem legal. Algo criativo ou personalizado, apenas se for íntima dos pais para saber que será de bom grado. Dê preferência a algo que vai ser útil, como as roupinhas, que sempre são bem-vindas, mas precisam estar de acordo com a estação do ano na qual o bebê vai usar, e o tamanho correto, claro. 

Flores nem sempre são aceitas em quartos de maternidade, pois podem desenvolver alguma alergia no bebê, costumam ficar na porta. Prefira levar se a visita for em casa.

Se o bebê tem um irmãozinho(a) será muito atencioso de sua parte levar uma lembrancinha para ele(a) também, assim evita-se ciúmes.

10 – Faça visitas rápidas

Muitas vezes os pais estão cansados com a nova rotina e precisam tirar uns minutinhos para um descanso ao invés de fazer sala. Por educação, podem dizer algo como: “mas já vão, está cedo!”. Vai de você interpretar se o convite para ficar a mais foi de verdade ou somente por educação. Claro que existem exceções, quando os pais pedem pra você ficar pra dar um auxilio, Mas até uns 40 minutos é o ideal.

11 – Esteja disponível para ajudar

Se você tiver uma relação íntima com a família, se ofereça para ajudar em alguma coisa dentro de casa, principalmente se você perceber que a situação está ficando caótica. Lavar uma louça, passar um pano no chão, dobrar umas roupas roupa. São pequenas atitudes que podem fazer toda a diferença para uma família que esteja nesta fase.

12 – Respeite a privacidade da família e não coloque “pulga atrás da orelha” dos pais

Evite fazer perguntas indiscretas e comentários desnecessários. Nesta fase, a mãe e o bebê estão se conhecendo e, por isso, não precisa ficar dando palpites nos cuidados e no comportamento da criança, a não ser que tenha abertura para isso. Pode ser deselegante e criar preocupações desnecessárias aos pais, principalmente se forem pais de primeira viagem.

13 – Não peça para acordar o bebê

O sono para um bebê recém-nascido é muito importante, principalmente para os pais que esperam ansiosamente esse momento para descansar ou fazer alguma coisa que não conseguem quando ele está acordado. Por isso, se a hora que você chegar o bebê estiver dormindo, ou indo dormir, respeite o momento.

14 – Sempre peça autorização

Os pais costumam mudar um pouco a forma de pensar e agir depois que as crianças nascem e é comum que eles estejam muito cuidadosos neste momento. Então, não se dê a liberdade de tocar, pegar ou fazer qualquer coisa sem a autorização dos pais, pois é importantíssimo respeitar a vontade deles neste momento.

15 – Não saia tirando e postando fotos do bebê

Dá para entender que é praticamente irresistível ver aquela carinha de bebê recém-nascido e não registrar com uma foto e ir logo compartilhando nas redes sociais e nos grupos de amigos. Mas deixem os pais fazerem isso primeiro. Assim como falamos no item anterior, não faça nada sem a autorização dos pais e evite o uso de flashes para não incomodar o bebê.


Resumindo para você:

A primeira coisa a se pensar antes de programar uma visita a um bebê que recém nasceu é o grau de intimidade que se tem com a família.

Quando é a melhor hora e momento para visitar o bebê e o que fazer e evitar:

  1. Algumas mães preferem que visitem na maternidade e outras depois que estiverem em casa, então pergunte aos pais para não errar.
  2. Espere o momento certo de fazer a visita.
  3. Avise antes de visitar.
  4. Evite alguns horários.
  5. Higiene é fundamental antes e durante a visita.
  6. Evite cheiros fortes.
  7. Evite levar crianças junto nas visitas.
  8. Não vá se estiver doente.
  9. Leve um presentinho.
  10. Faça visitas rápidas.
  11. Esteja disponível para ajudar.
  12. Respeite a privacidade da família e não dê palpites sobre cuidados e comportamento da criança se não for íntimo da família
  13. Não peça para acordar o bebê.
  14. Sempre peça autorização.
  15. Não saia tirando e postando fotos do bebê.

E como você vê essas regras? Está de acordo? Gostaria de acrescentar outra regra? Conte-nos sua experiência. 🙂

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, coloque seu nome aqui